01 junho 2012

Especial Walt Disney: A Princesa e o Sapo (The Princess and the Frog - EUA 2009)


Este não é um dos melhores filmes da Disney, porém achei necessário coloca-lo na lista de filmes escolhidos para as matérias especiais dos filmes de animação da Disney, pois se trata do primeiro filme com uma protagonista negra, foi (até agora) o último filme desenhado a mão pelo estúdio, e também por se tratar de um filme levemente baseado no famoso conto publicado pelos Irmãos Grimm: O Príncipe Sapo.

No filme nós somos apresentados a uma jovem e pobre moça chamada Tiana. Tiana é sonhadora e muito trabalhadora, que pretende ser dona de seu próprio restaurante, e pra realizar seu sonho trabalha quase dia e noite em vários empregos. Tudo corria bem, até que certo dia um príncipe africano anuncia uma visita à cidade de Tiana, Nova Orleans. Sabendo disso uma amiga de infância da moça, que sempre sonhou em se casar com um príncipe de verdade (e era muito rica), convida Tiana pra cozinhar na festa que daria ao príncipe. 

Ao mesmo tempo, um feiticeiro transforma o príncipe em sapo e convence o servo do príncipe a se passar pelo filho do rei e se casar com a melhor amiga de Tiana, porém o príncipe transformado em sapo consegue fugir de seu cativeiro e encontra Tiana (que estava vestida de princesa, já que era uma festa à fantasia)  achando que ela era uma princesa, chegando a pedir um beijo, e promete que assim que ele voltasse a ser  príncipe ele daria à ela um restaurante. Ela, então muito relutante, dá o beijo no príncipe, porém, ao invés dele voltar ao normal ela também se transforma em uma rã, e assim começam as aventuras do filme.


Já na versão dos irmãos Grimm (existem muitas versões para essa história) a princesa é a filha mais nova do rei, e era também a mais linda, e enquanto brincava com sua bola de ouro no jardim, por acidente acaba deixando ela cair no lago, ela então começa a chorar, o sapo com dó dela faz o seguinte acordo: ele pegaria a bola dela e em troca ela deveria ser companheira dele, onde ela comesse, ele comeria, eles dormiriam juntos, etc...
Porém após resgatar a bola de ouro da princesa, ela pega a bola e volta pro palácio ignorando o sapo, mas ele não desiste e vai atrás dela, ela o ignora novamente, mas seu pai, preocupado, pergunta quem estava atrás dela, ela então conta sobre o que aconteceu com o sapo, seu pai então a repreende e ordena que ela cumpra o acordo, já que uma princesa deve ter palavra. Ela então obedece, mas contra sua vontade, pois sente muito nojo do sapo. Quando eles vão dormir, o sapo pede que ela o coloque mais próximo dela. Irritada ela joga o sapo contra a parede, que imediatamente se torna um belo príncipe. O príncipe já tinha um acordo com o pai da princesa e de que ela seria sua esposa. Os dois então se casam e são felizes.

O filme como podem notar, é muito diferente da versão dos irmãos Grimm, e perde muito por valorizar demais a feitiçaria, e por ter muitos elementos desnecessários, porém não deixa de ser um filme bem feito. E é importante também por ser o último filme feito à moda antiga pela Disney (todo desenhado a mão). Apesar de estar muito longe de ser a obra prima dos estúdios Disney, é um filme que vale a pena conferir.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça a gente ficar feliz, deixe seu recado (:

Obs: Se tiver problemas para postar recados, clique em "visualizar" depois de escrever sua mensagem, e então clique em "postar".