07 dezembro 2011



Seu rosto ainda estava em minhas mãos e a vontade que tinha era de beijá-la. Elisa chorava, não sei se por mim, se por ele, ou por ela mesma. Então eu a abracei longamente, e senti suas lágrimas molharem meu peito. Ficamos assim até ela se acalmar, mas eu poderia passar a eternidade com ela em meus braços.


Trecho de Viajantes do Tempo, página 105


Estava relendo meu livro, e acho essa parte tão fofa que resolvi postar aqui *-*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça a gente ficar feliz, deixe seu recado (:

Obs: Se tiver problemas para postar recados, clique em "visualizar" depois de escrever sua mensagem, e então clique em "postar".