27 março 2010

Ando meio cheia de tudo.

"vazio agudo
ando meio
cheio de tudo"

La vie en close - Paulo Leminski

Sabe quando o estresse bate? a deprê vem? a irmã enche o saco? aquele carinha não tá a fim? as amigas dão conselhos mas o estresse tá tão grande que você só consegue escutar o barulho do próprio coração pulsando de raiva? Sabe quando está cheia de tudo? Tudoo?

Enfim, assim estou. Cansada do próprio emprego, do cansaço de fazer nada, do sempre " nada-pra-fazer ", das críticas nada construtivas, de mim também. Por que não?
Eu canso de mim própria. De sonhar tão alto e de não fazer nada do que quero. De querer arriscar, mas enfim o medo falar mais alto. de perder toda e qualquer oportunidade por anseio e medo. De reclamar tanto e esquecer de procurar soluções. De estar acomodada. Essa á palavra. Comodismo.

Acomodo-me nas minha próprias desilusões, no meu próprio egoísmo, na minha falta de senso.
Sério, me critico, por que sei que é verdade. Não adianta esperar crítica de alguém por que não vou ouvir, sou muito orgulhosa para isso. Prefiro brigar comigo mesma.

Se eu aceito um conselho? Todos.
Nisso eu sou boa, ouvir conselhos. Adoro quando as pessoas estão ao meu lado, amo meus raros e poucos amigos. Acredito no poder inacreditável de um ombro amigo para toda amargura, para toda desilusão e decepção.

Se eu estou de Tpm? talvez. Mas confiem em mim, isso é passageiro, mas vai mudar. Ah, se vai. se Deus quiser e eu sei que Ele quer, vai.


;*

Leila

Um comentário:

Faça a gente ficar feliz, deixe seu recado (:

Obs: Se tiver problemas para postar recados, clique em "visualizar" depois de escrever sua mensagem, e então clique em "postar".