30 outubro 2011

Inclusão social: Você faz parte dessa realidade

Bem, galerinha, como vocês já devem saber eu faço o curso de publicidade e na quarta-feira, aconteceu algo bem legal, que me fez refletir bastante e isso eu gostaria de compartilhar com vocês.


Na quarta-feira, estávamos eu e meu grupo enroladas para fazer uma propaganda com a parte do social, então de última hora uma amiga minha a Leila, deu a genial idéia de fazermos uma propaganda com o tema inclusão social. Decidido o tema, pensamos em fazer uma propaganda testemunhal, com entrevistas com algumas pessoas portadores de necessidades especiais na faculdade, que possue algumas pessoas nessas condições.



Assim, pedimos a coordenadora para entrevistá-las, que nos deu carta branca, para isso, mas com a condição de pedirmos a autorização de dessas. Então, começamos a procura delas, eu e a Kenya ( outra colega da faculdade) fomos as únicas a termos coragem para a missão de entrevistá-las e filmá-las, e assim começamos a fazer. Eu entrevistava e a Kenya filmava, e me de vez em quando me ajudava com as perguntas, que ás vezes dava uma engasgada. Pois bem, assim entrevistamos quatro pessoas: uma caiderante, uma moça e um homem que tinha dificuldade de falar e locomover e uma mulher que tinha dificiência no braço.


No meio das entrevistas, vi em muitos olhos a disposição de viver e superar barreiras, apesar do preconceito e a dificuldade. O homem, casado, me disse que existia sim a dificuldade e o preconceito, mas ele acordava cada dia, tentando sempre fazer o máximo para superar os obstáculos e ultrapassar limites. A mulher que fazia o curso de direito, expôs sua dúvida antes de fazer o curso pelo medo da opinião das pessoas quanto a uma pessoa com dificiência ser uma advogada, mas disse também que superou isso, e hoje sonha com o dia de ser uma grande juíza.



Todos eles, me deixaram uma lição de vida, quanto ao que é realmente viver e ser feliz. Quanto de nós, diante de alguma dificuldade dizemos que não somos capazes, ás vezes de obter um bom resultado em alguma situação ou algum teste físico ou psicológico. E não ousamos e não tentamos superar os nossos obstáculos, por medo da opinião das outras pessoas. Por isso, acredito eu, que toda sua capacidade começa quando você mesmo acredita que pode conseguir.



Não adianta estudar ou exercitar-se muito, se não se tem a crença da superação e da vitória. Todas essas pessoas, me mostraram que todos nós temos nossos limites, mas que quando se extingue o medo das opiniões alheias e principalmente o medo do próprio fracasso, pode-se fazer qualquer coisa que se sonhe.

Por Renata Fricks




















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça a gente ficar feliz, deixe seu recado (:

Obs: Se tiver problemas para postar recados, clique em "visualizar" depois de escrever sua mensagem, e então clique em "postar".