06 outubro 2009

Escrevo. E pronto.

Escrever significa, pelo dicionário:
Compor, redigir.

Encher de letras.

Repesentar um pensamento por meio de caracteres.

Ser escritor.

A escrita, para mim, é uma das coisas mais magníficas que existem. Colocar no papel tudo aquilo que se pensa, no meu caso em forma de histórias, é o que há de mais prazeroso. E não tem coisa melhor do que saber que alguém gostou do seu texto.

Estive pensando no que escrever hoje, já que minhas colegas de blog estavam ocupadas, e nada me vinha na cabeça então decidi postar sobre o que eu mais gosto de fazer a todo momento: Escrever.

Esses dias fiquei sabendo que quando eu era pequena (menor do que eu sou atualmente) ficava enchendo minha mãe de perguntas quando era hora dela contar histórias para eu dormir. Ela disse que eu ficava inventando coisas para colocar na história dela e quando estava chegando ao fim eu perguntava o que havia se passado no meio da história, o problema é que de tanto inventar ela acabava esquecendo. Talvez seja nesse período da minha infância que eu me "despertei" para inventar coisas. Ela disse que eu também desenhava bastante.

Quando ganhei meu primeiro computador, aos 11 anos, eu pegava figuras no Clip-art do Word e criava historinhas para as imagens.
Há um tempo atrás, quando eu tinha uns 15 anos, depois de desenhar 4 personagens decidi inventar a "vida" deles, foi daí que nasceu Rainbow Fly.

É engraçado que, quando você tem uma ideia várias outras vão surgindo, chegamos a ficar abobalhados demais com tanta coisa se passando em nossa mente, é uma tempestade de ideias.
Depois de Rainbow Fly (que pretendo reescrever), que eu só consegui terminar anos depois por causa das várias intervenções, veio Lunar, Hinata Leish, Dimension (que eu só desenhei os personagens e escolhi nome, cidade, idade, etc), essas histórias eu não terminei e eu escrevia com o apoio de algumas amigas. Em 2007, se não me engano, comecei a escrever Clã Pirata, que até hoje é a minha história preferida, foi a primeira história que eu escrevi sozinha.

Esse ano eu comecei Cecília, era uma história que se passava nos anos 50, mas tive preguiça de continuar, também porque era tanta coisa que eu precisava fazer para faculdade que me faltava tempo.
E por fim, estou terminando de escrever (aleluia!) "Encontrando Perdão", é a minha segunda história preferida. Os personagens são tão fofos *____*.

(OMG! o post ficou enorme! .-.)

Bom... é interessante que os pais incentivem seus filhos a ler e escrever desde pequenos para que eles cresçam cidadãos pensantes.
Outra coisa que eu queria dizer é: escrever.é.bom.demais.da.conta.sô!


"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" (Cesare Pavese)


Por Prii

2 comentários:

  1. E com essa sede de escrever minha amiga tenha certeza: Vc vai longe!

    ResponderExcluir
  2. A pouco tempo conheci seu blog e estou gostando.
    Estou lendo as postagem antigas.
    Também escrevo, mas sou apenas iniciante.

    ResponderExcluir

Faça a gente ficar feliz, deixe seu recado (:

Obs: Se tiver problemas para postar recados, clique em "visualizar" depois de escrever sua mensagem, e então clique em "postar".