15 dezembro 2012

Up all night




A série foi criada por Emily Spivey, que escreveu nada menos do que 176 episódios do programa Saturday Night Live. O piloto foi dirigido por James Griffiths, diretor do sucesso britânico Free Agents. Como produtores executivos estão Jon Pollack. Uma vez esclarecido que a equipe de produção sabe o que está fazendo, passemos então para o que se trata Up All Night.
A série começa com Chris e Reagan descobrindo que terão um bebê. Rapidamente o roteiro pula nove/dez meses no tempo e já começamos como o casal irá lidar com a ideia de uma filha. Chris larga o emprego e fica em casa cuidado da pequena Amy; enquanto Reagan volta ao trabalho, como assistente da apresentadora de talk show, Ava – também sua melhor amiga. O mais importante é o elenco, que soube apresentar seus personagens. No ambiente de trabalho a série sofreu diversas mudanças do primeiro piloto filmado. Ava, a apresentadora de talk show, era “apenas” uma produtora executiva, ainda chefe de Reagan. Mas o sucesso do filme Missão Madrinha de Casamento (Bridesmaids) e a atuação sensacional de Maya Rudolph, fizeram com que sua personagem sofresse essa transformação, passando Ava de coadjuvante, para personagem central emUp All Night. Por isso, todas as cenas do trabalho de Reagan foram refilmadas.
Fora isso Maya Rudolph soube sim usar seu talento cômico, pelo qual é conhecida pelo público de Saturday Night Live e suas mais de 140 participações no show. O único problema é que, enquanto Reagan e Chris funcionam muito bem como um casal que você consegue se identificar, Ava é mais exagerada, também para abusar do estilo comédia e dos atributos de Rudolph. Estranhei apenas alguns momentos desse contraste entre os três, mas acho que roteiristas e a própria atriz conseguem resolver essa inconveniência. Ainda no ambiente do trabalho, temos Nick Cannoncomo Calvin, uma espécie de D.J. do talk show de Ava. Mesmo o próprio site oficial da série indicando que ele é parte do elenco regular, Calvin apareceu menos de um minuto nesse piloto. Mesmo sendo comédia, Up All Night é esperta o bastante para lhe deixar com um sorriso no rosto a maior parte do tempo. As gargalhadas altas ficam mesmo com Maya Rudolph e a nonsense Ava (ela falando italiano olhando para o nada foi excelente). Então vem o casal principal. Já em Up All Night, o ator está excelente. A dinâmica Chris e Reagan é o trunfo da série. Eles fazem um casal real, como qualquer outro, sem exageros ou situações improváveis. Já Christina Applegate continua sendo Christina Applegate, e isso não é, necessariamente, uma coisa ruim. Reagan é um papel com o estilo da atriz. Applegate pode não ser a mais versátil do mundo, mas faz bem com o que sabe. Chris e Reagan funcionam como marido e mulher que acabaram de ter uma filha e estão perdidos com a situação e preocupados com o futuro. No final das contas, Up All Night pode sim ser a nova “queridinha” de muita gente. Não é uma comédia que você fica esperando ansiosamente pela inteligência do roteiro, mas se continuar como esse piloto, saberá cativar e fazer rir.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça a gente ficar feliz, deixe seu recado (:

Obs: Se tiver problemas para postar recados, clique em "visualizar" depois de escrever sua mensagem, e então clique em "postar".